Humanização

Humanizar é o ato de tornar humano e deve ser entendido, em Saúde, como a valorização do respeito à vida e das condições humanas, considerando os aspectos individuais e particulares de cada pessoa, como a história de vida deste indivíduo, os seus medos, suas angústias, sonhos e anseios.

Partindo deste princípio, no Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence são desenvolvidos projetos de humanização que oferecem aos pacientes novas perspectivas de tratamento médico, amenizando o sofrimento que o processo de internação gera.

O Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence segue as diretrizes da Política Nacional de Humanização.

Classificação de Risco

Com foco na humanização e de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde, o Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence oferece aos pacientes do Pronto Socorro um atendimento pelo sistema de acolhimento com classificação de risco, que equaliza os esforços das equipes de emergência, tornando o atendimento mais ágil e humanizado, possibilitando de atendimento de forma prioritária ao paciente com potencial de risco. Essa modalidade, adotada em países como Canadá e Grã-Bretanha, prioriza os pacientes graves, com reais possibilidades de morte e sequelas.

A classificação de risco tem os seguintes objetivos:

– Avaliar o paciente logo na sua chegada ao Pronto-Socorro, humanizando o atendimento;

– Descongestionar o Pronto-Socorro;

– Reduzir o tempo para o atendimento médico, fazendo com que o paciente seja visto precocemente, de acordo com a sua gravidade;

– Determinar a área de atendimento primário, devendo o paciente ser encaminhado diretamente às especialidades conforme protocolo. Exemplo: ortopedia, ambulatórios etc;

– Promover ampla informação sobre o serviço aos usuários;

– Retornar informações aos familiares.

Para a classificação do risco foi adotado o sistema de cores, com a seguinte classificação:

imagem2Destinada ao recebimento, avaliação e estabilização das urgências e emergências clínicas e traumáticas. Após a estabilização, os pacientes são encaminhados para outras áreas para a sua recuperação.

 

Destinada a pacientes críticos e semi-críticos já com terapêutica de estabilização iniciada.

 

Destinada a pacientes não críticos, em observação ou internados aguardando vagas nas unidades de internação ou remoções para outros hospitais de retaguarda.

 

Destinada a pacientes com atendimento de consultas de baixa e média complexidade.

 

 

Visita ampliada e direito a acompanhante

[responsivevoice voice=”Brazilian Portuguese Female” buttontext=”Ouvir”] Direito a Acompanhante:

Desde o início das atividades do Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence, todos os pacientes maiores de 60 anos e pacientes dependentes funcionais de qualquer idade, são incentivados a permanecer com acompanhante solidário. Foram disponibilizadas poltronas para melhor acomodação dos acompanhantes e fornecimento de refeição no refeitório.

Os pacientes pediátricos são também incentivados a ficar com acompanhante durante todo o período de internação.

Visita Ampliada:

As visitas possuem horário expandido nas clínicas e maternidade: das 10 às 20 horas.

Na UTI Adulto há três horários: das 11h00 às 11h30, das 16h30 às 17h00 e das 19h00 às 19h30.

Na pediatria: das 11h00 às 13h00 e das 18h00 às 20h00.[/responsivevoice]

Prontuário transdisciplinar e Projeto Terapêutico

O Prontuário Transdisciplinar é uma das diretrizes operacionais do PNH proposta em 2004; estimula e fortalece o trabalho em equipe e o diálogo entre os profissionais, favorecendo troca de conhecimentos, inclusive com os doentes e familiares. Contribui também para a produção de vínculos e para o fortalecimento do sentido de grupo (fomento da grupalidade), que visa a sustentar as construções que foram elaboradas coletivamente, além de estimular o empenho no trabalho (fomento do protagonismo).

Desde sua inauguração o Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence tem instituído a ficha de evolução multiprofissional, incentivando todos os profissionais responsáveis pela assistência a registrarem os atendimentos e decisões no prontuário.

Ambiência

O Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence tem, em suas diretrizes, a valorização da ambiência, com organização de espaços saudáveis e acolhedores aos seus pacientes, acompanhantes e colaboradores

Desospitalização

Com o objetivo de promover a participação da família nos cuidados prestados ao paciente hospitalizado e, visando a capacitação e segurança da família para realização de cuidados domiciliares após a alta hospitalar, foi criado o “Programa Família Cuidadora no Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence”.

Pelo programa, são realizadas reuniões semanais multidisciplinares com todos os acompanhantes dos pacientes que necessitem de cuidados passíveis de serem executados pela família, com foco nas orientações práticas sobre os cuidados gerais.

Programa de Hospitalização Domiciliar

O Programa de Hospitalização Domiciliar abrange um conjunto de atividades prestadas em domicílio às pessoas clinicamente estáveis que exijam intensidade de cuidados acima das modalidades ambulatoriais, mas que possam ser mantidas em casa sob os cuidados da família, e acompanhamento periódico de uma equipe especializada e multiprofissional.

A equipe multiprofissional é composta por médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, assistente social, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, farmacêutico, entre outros profissionais de nível superior. Esta equipe capacita a família na realização dos cuidados ao paciente.

Método Canguru na UTI Neonatal - Vínculo mamãe/bebe

Segundo o Manual Técnico “Atenção Humanizada ao Recém-Nascido de Baixo Peso”, o Método Canguru é um modelo de assistência perinatal voltado para o cuidado humanizado, que reúne estratégias de intervenção bio-psico-social.

O contato pele-a-pele, no Método Canguru, começa com o toque evoluindo até a posição canguru. Inicia-se de forma precoce e crescente, por livre escolha da família, pelo tempo que ambos entenderem ser prazeroso e suficiente. Esse método permite a maior participação dos pais e da família nos cuidados neonatais.

A posição canguru consiste em manter o recém-nascido de baixo peso em contato pele-a-pele, na posição vertical, junto ao tórax dos pais ou de outros familiares. Deve ser realizada de maneira orientada, segura e acompanhada de suporte assistencial por uma equipe de saúde adequadamente treinada.

Brinquedoteca Hospitalar

O Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence considera que brincar é direito de toda criança, inclusive as hospitalizadas. A criança hospitalizada tem sentimentos de medo e abandono ao ser afastada do seu meio, mesmo tendo internação conjunta com a mãe e estando em ambiente agradável.

Pensando sempre no bem-estar dos pacientes pediátricos, o Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence possui a biblioteca móvel que auxilia na socialização das crianças, bem como de seus familiares. Também desenvolve atividades com a “Brinquedoteca Móvel”, equipada com televisão, DVD e toda a estrutura para atividades lúdicas, como pinturas, desenhos, jogos, entre outras.

Voluntariado

É um programa que seleciona voluntários que recebem treinamento e atuam nas unidades de Pronto-Socorro e Internação, proporcionando conforto, bem-estar social e companhia aos pacientes internados. Destacam-se os trabalhos realizados pela Capelania, Tocadores de Viola, Palhacinhos da Alegria e Projeto Auto Estima.